Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Disso Você Sabia ? 2

Noticias que você não ouve ou vê na mídia. Até que ponto nos contaram é verdade?,

Noticias que você não ouve ou vê na mídia. Até que ponto nos contaram é verdade?,

Eleita, comissão do impeachment no Senado tem apenas 5 votos a favor de Dilma

A comissão especial do impeachment foi eleita nesta segunda-feira pelo plenário do Senado Federal, dando largada à contagem regressiva para o julgamento que deve determinar, na segunda semana de maio, o afastamento da presidente Dilma Rousseff por até 180 dias. Dos 21 senadores titulares da comissão, apenas cinco são contrários ao impeachment: os petistas Lindbergh Farias (RJ), Gleisi Hoffmann (PR) e José Pimentel (CE) e os aliados Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Telmário Mota (PDT-RR).
A comissão será responsável, na primeira etapa da tramitação do processo de impeachment no Senado, por elaborar e votar, em até dez dias úteis, um parecer sobre a admissibilidade da ação de impedimento. Na sequência, o documento é encaminhado ao Plenário do Senado, a quem cabe, se ratificar o relatório da comissão, determinar o afastamento temporário de Dilma no Palácio do Planalto. Neste caso, é necessária apenas maioria simples de votos - metade mais um dos presentes no dia da votação.
Com a provável confirmação do afastamento da presidente Dilma, é nesta fase que o vice-presidente Michel Temer assume temporariamente o controle do país, embora o procedimento de impeachment continue em tramitação no Senado, tanto para a coleta de novas provas quanto para o julgamento do libelo acusatório contra a petista, em meados de setembro.

Militantes do PT atacam e 'invadem' acampamento da Resistência Popular pelo Impeachment - Avenida Paulista

Os membros do movimento Resistência Popular pelo Impeachment, que encontram-se acampados na Avenida Paulista há meses, pedindo o impeachment da presidente Dilma, foram atacados por militantes petistas. Ironicamente, os militantes gritavam "sem violência" enquanto invadiam o acampamento e agrediam os manifestantes pacíficos. 

Existe um enorme recife de coral na foz do rio Amazonas e ninguém havia reparado

Cientistas brasileiros descobriram um enorme recife de 9.500 km² na foz do rio Amazonas. Ele passou despercebido por muito tempo, e abriga algumas formas de vida bem curiosas.

O termo “recife de corais” costuma remeter a águas tropicais cristalinas e corais coloridos. Talvez por isso, ninguém nunca se preocupou em olhar para o escoamento do rio com a maior vazão de água do mundo.

O rio Amazonas tem uma taxa de escoamento que chega a 300.000 m³ de água repleta de sedimentos a cada segundo. Isso gera uma nuvem espessa, semelhante a smog, que reduz os níveis de luz e oxigênio no fundo do mar. Então você pode imaginar a surpresa dos cientistas em descobrir um enorme recife por lá. Um artigo descrevendo a descoberta foi publicado na revista Science Advances.

Eles explicam que este é um “recife biogênico”, isto é, um conjunto de animais, plantas e micróbios que vivem nas profundezas e mineralizam esqueletos de calcário ou sílica.

O tipo mais conhecido é o clássico recife de coral, que ocorre em águas rasas, quentes e pobres em nutrientes. O recife do rio Amazonas é uma variação disso, abrigando esponjas, corais-pétreos e peixes de água rasa.

null
Corais (à esquerda) e esponjas (à direita) coletados na foz do rio Amazonas (Thompson et al, Science Advances)

“Este tipo de recife biogênico vem sendo descoberto com mais frequência nos últimos anos”, diz Fabiano Thompson, oceanógrafo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, ao Gizmodo. “Mas nós não estamos cientes deste tipo exato de recife em outros lugares. Um sistema especial se formou aqui.”

Há anos, pessoas vêm encontrando corais e outros organismos construtores de recifes perto da foz do Amazonas. Mas só quando Thompson e seus colegas começaram uma extensa pesquisa de campo em 2012, passamos a entender como este ecossistema era difundido.

Dominado por esponjas e algas vermelhas chamadas rodolitos – que formam crostas de calcário – o recife se estende ao longo de uma faixa com aproximadamente mil quilômetros na plataforma continental rasa, desde a fronteira da Guiana Francesa até o Maranhão.

null
O mapa do recife biogênico na foz do rio Amazonas (Thompson et al, Science Advances)

O recife corta através de toda a foz do Amazonas, e as condições ambientais mudam drasticamente ao longo do seu comprimento. No norte, a pluma do rio lança uma sombra pesada, tornando escassos tanto a luz como o oxigênio. Mais ao sul, a água se torna mais clara, mais ensolarada e bem arejada. Isto resulta em comunidades ecológicas distintas ao longo do comprimento do recife.

Na parte sul do recife, a cadeia alimentar é baseada em algas que realizam fotossíntese, produzindo açúcar a partir de luz solar e sustentando uma mistura diversificada de esponjas e corais. Mas à medida que você viaja para o norte, a luz solar é menos frequente e a paisagem ecológica muda. Algas minúsculas são substituídas por uma classe mais exótica de produtores primários: trata-se de micróbios que podem fazer sua própria comida retirando energia a partir de produtos químicos inorgânicos – cientistas chamam esse processo de quimiossíntese.

Micróbios quimiossintéticos costumam ser encontrados em ambientes extremos, tais como fossas profundas do oceano ou lagos subterrâneos, mas raramente eles são numerosos o bastante para sustentar um grande ecossistema macroscópico.

“Este é o primeiro recife quimiossintético que usa minerais – como amônia e enxofre – para sustentar o recife, em vez de luz e produção primária”, diz Thompson. “Isso poderia tornar o sistema bastante único.”

Mesmo sendo único, o recife amazônico do norte se junta a um crescente número de sistemas em todo o mundo que são totalmente distintos dos clássicos recifes dominados por corais.

Por exemplo, coloridos “jardins de esponja” prosperam na costa oeste da Austrália e no litoral da Colúmbia Britânica (Canadá). Enquanto isso, há corais espetaculares vivendo a quilômetros abaixo da superfície do oceano, onde o sol nunca brilha. Thompson diz ser possível que a quimiossíntese também ajude a sustentar alguns desses moradores das profundezas.

Embora o recife amazônico esteja sendo explorado só agora, ele enfrenta inúmeras ameaças causadas pela humanidade, como plataformas de petróleo e exploração de gás, pesca industrial e mudança climática. Até mesmo os recifes “tradicionais” de coral ao redor do mundo vêm sofrendo o branqueamento mais intenso já registrado. Descobertas como esta nos lembram por que é tão importante proteger os ecossistemas marinhos frágeis – imagine todas as outras maravilhas que ainda não foram encontradas.

Foto: a foz do rio Amazonas (Wikimedia)



FONTE: GIZMODO BRASIL
Via: http://ufos-wilson.blogspot.com.br/2016/04/existe-um-enorme-recife-de-coral-na-foz.html

Dezenas de buracos negros estão misteriosamente lançando energia para uma mesma direção

Algo estranho está acontecendo em um canto distante de nosso universo. Dezenas de buracos negros supermassivos estão lançando enormes jatos de energia para uma mesma direção. Poderia ser uma coincidência cósmica, mas alguns astrônomos suspeitam que há forças maiores em jogo.

Buracos negros supermassivos, que são encontrados no centro de quase todas as galáxias, periodicamente entram em erupção, arremessando correntes de energia plasma no espaço intergaláctico. Por exemplo, o buraco negro de nossa galáxia, Sagitário A, irá eventualmente engolir uma estrela e liberar energias raio-x pela Via Láctea. Essas explosões são fascinantes para os astrônomos, mas elas são tipicamente conhecidas por serem eventos independentes.

Agora, uma pesquisa com 64 galáxias localizadas no meio do universo conhecido revelou um alinhamento bizarro dos jatos de energia explodindo vindos de buracos negros, e todos eles estão localizados a uma distância de centena de milhão de anos-luz de cada um. Um padrão como este não deveria existir, a menos que isso esteja sendo conduzido por uma estrutura maior de nosso universo.

Isso é exatamente o que Russ Taylor, autor principal de um estudo que será publicado no Monthly Notices da Royal Astronomical Society, acha que pode estar acontecendo. Como reportado pelo Science News, Taylor suspeita que as explosões são todas dirigidas por filamentos, um espécie de andaime cuja matéria é congregada em uma escala cósmica. Se a hipótese for correta, isso pode ajudar a explicar como a estrutura de nosso universo foi formada.

Nem todo mundo está convencido desta tese. Alguns astrônomos acham que o número de galáxias no estudo era muito pequeno para tirar conclusões significativas, e o padrão seria apenas obra do acaso. No entanto, a ideia de um alinhamento cósmico é intrigante o suficiente para Taylor e seus colegas planejarem um acompanhamento do estudo com o objetivo de identificar mais buracos negros e ter mais precisão nas distâncias entre as galáxias que eles já estudaram.

Acho que se há uma mensagem nisso tudo para nós, terráqueos, é que existem forças assustadoras moldando nosso universo de formas que nós apenas estamos começando a entender.

[Science News]

Foto do topo: Hubble observa jatos de alta velocidade se espalhando em um buraco negro supermassivo no espaço intergaláctico. Crédito: NASA/ESA/STScI.

FONTE: GIZMODO BRASIL
Via: http://ufos-wilson.blogspot.com.br/2016/04/dezenas-de-buracos-negros-estao.html

[Transhumanismo] LED Superfino Transforma sua Pele em Tela Digital



Pesquisadores da Universidade de Tóquio, no Japão, desenvolveram uma tela de LED tão fina que pode ser utilizada sobre a pele sem atrapalhar a movimentação. 


O protótipo da e-skin, como tem sido chamado, pode ser utilizado para monitorar o oxigênio no sangue e tem sido apontado como o futuro das pulseiras fitness.

O conjunto de leds e fotodetectores orgânicos mede apenas 3 micrômetros de espessura. O principal atrativo é a flexbilidade do dispositivo, o que garante que ele não quebre com facilidade, apesar do tamanho.

O projeto ainda está em fase experimental, mas já despertou a curiosidade pelas aplicações em que ele pode ser usado no futuro.

O protótipo feito pelos pesquisadores consegue monitorar a quantidade de oxigênio no sangue e pode ser utilizado tanto por atletas quanto em pacientes em hospitais.

Por enquanto, a tela é capaz de exibir uma letra ou número de sete segmentos, mas no futuro os pesquisadores prometem aumentar a capacidade para exibir conteúdos mais complexos.

Outra característica que os pesquisadores querem melhorar é a forma em que o dispositivo fica preso a pele.

No protótipo, é utilizado uma espécie de película adesiva, mas a ideia é que ele consiga ficar grudado sozinho.

Ainda não se sabe quando a tecnologia será utilizada comercialmente, mas o produto desperta muita curiosidade.

Algo parecido foi projetado pela Sony:



Leia mais:


null

[Transhumanismo] Implantes de LCD Podem Substituir as Lentes de Contato, o Futuro dos Humanos





null








Fontes:
Fórum Anti Nova Ordem Mundial: LED superfino transforma sua pele em tela digital
Techtudo: LED superfino transforma sua pele em tela digital
Via: http://www.anovaordemmundial.com/2016/04/transhumanismo-led-superfino-transforma-sua-pele-em-tela-digital.html

Sigam-me

Paginas

INSCREVER-SE

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

DISSO VOCÊ SABIA ? - REVISTA

View my Flipboard Magazine.

ULTIMAS NOTÍCIAS

Saiba o que acontece no Brasil e no Mundo


Mensagens

A

A2