Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Disso Você Sabia ? 2

Noticias que você não ouve ou vê na mídia. Até que ponto nos contaram é verdade?,

Noticias que você não ouve ou vê na mídia. Até que ponto nos contaram é verdade?,

Banco internacional indica que já é mais seguro investir na Argentina do que no Brasil

Argentina, de Macri, antes desacreditada e mau-pagadora, em poucos dias, já tem mais de 40 empresas querendo retornar a atuar no paísmilhares de funcionários fantasmas já foram demitidos, dando fôlego aos bolsos do povo argentino, além de centenas de médicos cubanos demitidos do país.
Um jornal chegou a dizer que Macri conseguiu destruir 10 anos de governo Kirshner em 10 dias, ações meteóricas e muito bem repercutidas no mundo, logo no início de governo que já fazem com que a Argentina seja considerada protagonista no Mercosul, lugar antes ocupado pelo Brasil.
Mais um reflexo (também) da gestão Macri, é a análise do banco norte americano JP Morgan, de que a Argentina representa menor risco para investidores do que o Brasil, estimando o risco-país argentino em 467 pontos, contra 497 do Brasil.
UOL – O indicador mede o risco de aplicar recursos em títulos públicos, principalmente em países emergentes, e ajuda os investidores a tomarem decisões. Quando o risco é maior, por exemplo, eles esperam ter um ganho maior em troca.
A redução do risco argentino é vista como um sinal de que investidores estão confiantes em um acordo do governo do recém-eleito presidente Mauricio Macri com credores.

A NASA agora possui um departamento de defesa para o ‘Dia do Juízo Final’

Se a possibilidade de um enorme meteoro atingir a Terra estiver atrapalhando seu sono, aqui está uma notícia sobre que poderá lhe ajudar:
A NASA recentemente anunciou a criação de um Escritório de Coordenação de Defesa Planetária.  Assim, você pode ficar descansado… ou será que esta é uma ação um pouco tardia da NASA?
“O Escritório de Coordenação de Defesa Planetária irá supervisionar todos os projetos financiados pela NASA para encontrar e caracterizar asteroides e cometas que passam próximos da órbita da Terra.”
Este foi o anúncio da NASA sobre o novo escritório, que recebe seu financiamento de US$ 50 milhões aprovado pela Casa Branca, para a observação de objetos próximos à Terra e defesa planetária. “Encontrar” parece legal, mas o que significa “caracterizar”?
“As metas de defesa planetária a longo prazo da NASA incluem o desenvolvimento de tecnologia e técnicas para desviar ou redirecionar objetos que são determinados estarem em curso de impacto com a Terra.”
Isso soa melhor, embora US$50 milhões não seja nem suficiente para pagar por efeitos especiais num filme sobre bloquear um asteroide que está vindo contra a Terra. O que acontecerá quando acabar o orçamento?
“Mesmo se a intervenção não for possível, a NASA providenciará informações especializadas para a FEMA sobre o tempo, local e efeitos do impacto, para informar a respeito das operações de reação.  Por sua vez, a FEMA ficaria encarregada das preparações e planejamento relacionados às consequências da entrada atmosférica, ou do impacto nas comunidades dos EUA.”
Certo… o plano é colocar em ação a Federal Emergency Management Agency (FEMA) para deslocar todo mundo para o estádio de futebol mais próximo, até que a poeira baixe e o inverno nuclear termine.
Isso significa US$50 milhões e a FEMA para nos proteger de 1.500 objetos próximos da Terra (90 por cento dos quais são maiores de 900 metros em diâmetro) detectados a cada ano pela NASA, e os incontáveis objetos potencialmente perigosos com 135 metros ou maiores, dos quais somente um quarto já foram detectados.
Acha que pode fazer melhor você mesmo?  A NASA possui um Asteroid Watch Widget que pode ser baixado do site Near Earth Object Close Approaches, com uma lista dos objetos vindo em nossa direção.
John Grunsfeld, administrador associado para o Diretorado de Missão de Ciências da NASA, diz que eles agradecem a sua ajuda.
“Embora não haja nenhuma ameaça de impacto conhecida neste momento, a super bola de fogo Chelyabinsk, em 2013, e a recente passagem próxima do ‘Asteroide Halloween’ nos lembra do porquê de precisarmos permanecer vigilantes e mantermos nossos olhos no céu.”

Corrupção e crise política 'travam' o Brasil, diz Fórum de Davos


Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça
Na avaliação do fórum, o "fracasso na governança mina a competitividade dos países, a criação de empregos e o desenvolvimento econômico"(Reuters/VEJA)
O maior obstáculo para se fazer negócios no Brasil neste ano é o fracasso da governabilidade do país. O alerta é do Fórum Econômico Mundial que, na próxima quarta-feira, inicia seu evento anual na estação de esqui de Davos, na Suíça. Num informe publicado nessa quinta, sobre os maiores riscos globais para o ano, a entidade apontou para a crise política brasileira e a corrupção.
Numa pesquisa realizada com 13 mil empresários, 60% deles indicaram o "fracasso da governabilidade" como o maior risco para se fazer negócios no Brasil hoje. A taxa supera aqueles que consideram a falta de água ou de infraestrutura como os maiores problemas.
No restante do mundo, porém, a questão da falência da administração pública aparece apenas como o quarto maior risco e é apontado como problema para apenas 27% dos 13 mil entrevistados. Os maiores riscos globais, segundo Davos, seriam a imigração e mudanças climáticas em 2016.
http://veja.abril.com.br/noticia/economia/corrupcao-e-crise-politica-travam-o-brasil-diz-forum-de-davos

Sigam-me

Paginas

INSCREVER-SE

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

DISSO VOCÊ SABIA ? - REVISTA

View my Flipboard Magazine.

ULTIMAS NOTÍCIAS

Saiba o que acontece no Brasil e no Mundo


Mensagens

A

A2